Unidade Granja-CE

 

Granja localiza-se na margem esquerda do Rio Coreaú, microrregião do Litoral de Camocim e Acaraú, mesorregião do Noroeste Cearense, .A cidade faz divisa com as cidades de Bela Cruz, Barroquinha, Camocim, Chaval, Marco, Martinópole, Moraújo, Senador Sá, Tianguá, Uruoca, Viçosa do Ceará (e estado do Piauí).

Localiza-se a uma latitude 03º07’13” sul e a uma longitude 40º49’34” oeste, estando a uma altitude de 10 metros. Sua população estimada em 2012 era de 52.139 habitantes[3]. Possui uma área de 2.698 km²[2]. Possui em seu território o açude Gangorra, que possui um volume de 62.500.000 m³. É o município com o segundo menor índice de desenvolvimento humano do Ceará.

Granja, anteriormente chamada de Santa Cruz do Coreaú ou Macavoqueira, segundo os historiadores, recebeu esta última denominação por ser habitada por índios e os primeiros colonizadores terem encontrado forte resistência da parte dos indígenas, que foram chamados caboclos maus ou maus caboclos.

A origem do atual nome do município, consoante versão corrente, inclusive do historiador Eusébio de Sousa, é genuinamente Portuguesa, tendo afinidade com a freguesia de São Brás da Granja, do Conselho de Mourão, distrito de Évora adjacência da margem esquerda do Rio Fuadelim em Portugal, vez que o colonizador tinha como critério, além mar, adotar nominação pátria nas regiões onde se localizava.