Os principais motivos para escolher o Ensino a Distância

EAD é uma metodologia de ensino que começou a se popularizar agora. Ainda existe certo receio a respeito. Aos poucos, os cursos de Ensino a Distância ganham mais força, são mais bem aceitos pelo mercado e são cada vez mais procurados pela população.

Curso presencial ou a distância?

Ensino a Distância (EAD) é um assunto relativamente novo, ainda levanta curiosidades e perguntas. Não são todas as pessoas que sabem exatamente do que se trata e como funciona o método de ensino. Mesmo assim, apesar do desconhecimento e da desconfiança, pode-se dizer que vem ocorrendo um grande avanço da EAD no Brasil de uns anos pra cá, tanto tecnológico quanto de abrangência.

A escolha de um curso e em qual faculdade estudar não é trivial. Essa decisão terá muito impacto no futuro do estudante, definindo sua profissão após formado, a qualidade da preparação e ensino que receberá durante os anos de faculdade e o valor dado ao seu diploma pelo mercado de trabalho. Nos dias de hoje, pode-se escolher entre cursos presenciais e a distância. Cada uma dessas duas opções deve ser levada em consideração e o estudante deve escolher a que mais se encaixa ao seu perfil.

[Veja maiores informações sobre: O que é EAD?]

Flexibilidade

ensino a distância possui uma flexibilidade maior do que os cursos presenciais. Os alunos não precisam se deslocar de suas casas todos os dias da semana e nem passar horas na sala de aula, a maior parte das aulas são ministradas de forma online, ou seja, o aluno assiste aulas usando um computador e conexão com a internet. O material de aulas fica disponível nos sites das instituições, em áreas restritas, e o aluno devidamente cadastrado tem acesso irrestrito a ele.

Os horários de estudo e de realização de atividades ficam a cargo  do estudante. Se ele preferir estudar durante a madrugada, por exemplo, sem problemas. Afinal, o acesso ao site é disponível 24 horas por dia. O aluno tem a liberdade de estudar a qualquer momento e em qualquer lugar, pode ser em sua casa, biblioteca, casa de amigos ou até em lojas que vendem a utilização da internet.

Acesso ilimitado

Outro fator que torna o ensino a distância uma boa opção é que se o aluno não entender muito bem um conteúdo de uma aula anterior, terá a praticidade de revisá-lo quantas vezes quiser. O material utilizado no EAD fica disponível no site para poder ser consultado quando surgir alguma dúvida, o estudoé facilitado. Assim, o aluno não fica perdido no meio de livros, tendo que tirar cópias, emprestar ou comprar materiais extras.

Professor Online

Mas não se preocupe, caso tenha alguma dúvida e não encontre a resposta em seu material, para isto é fornecido um professor online, costumam-se chamar de tutor. Ele irá responder suas perguntas, dar dicas, orientar, acompanhar seu desenvolvimento e também avaliar seus trabalhos e exercícios. No site das instituições que possuem EADvocê encontra um ambiente presencial, porém mais dinâmico e prático.

Preço

Os cursos geridos a distância tem um custo mais baixo de manutenção do que cursos presenciais. A diferença também é repassada ao aluno, assim as instituições oferecem cursos superiores a distância com valores de mensalidade mais baixos. Isso facilita o ingresso em cursos superiores por uma parcela da população que almeja uma melhor um nível melhor de educação, mas não tem condições de arcar com o preço de uma faculdade particular. Algumas universidades públicas já começam a oferecer cursos superiores a distânciatambém, dando oportunidades a alunos que querem trabalhar e estudar ao mesmo tempo.

Reconhecimento do MEC

O maior receio na hora de fazer um curso à distância está no reconhecimento do diploma pelo Ministério da Educação (MEC), ou seja, se o diploma é válido.  O aluno fica indagando se ao formar terá um diploma com o mesmo valor de uma pessoa que realizou uma graduação presencial. Algumas instituições oferecem cursos que não são reconhecidos pelo MEC, por isso, o aluno deverá pesquisar a respeito antes de se matricular. As informações a respeito de credenciamento de cursos e instituições pelo MECestão disponíveis para qualquer cidadão. O e-MEC, site encontrado dentro do portal do próprio ministério, dá ao usuário a opção de seleção de um estado do país, das características do curso e da instituição buscada e informa os credenciamentos existentes. As informações são atualizadas, o usuário também terá informações sobre os índices de qualidade de ensino e informação suficiente para basear suas decisões.

Decisão

O aluno deverá considerar seu perfil e o prazer em estudar sobre aquela área antes de fazer a opção por ensino a distância. Um curso a distância exige tanta dedicação do aluno quanto um curso presencial, a principal diferença é a flexibilidade proporcionada pelo método de ensino. O mais importante é a vontade de aprender e a perseverança para alcançar objetivos pessoais traçados.

 

Fonte: https://www.ead.com.br/ead/principais-motivos-para-escolher-ensino-a-distancia.html

 

dicas para não esquecer as mudanças do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

O português já não é um idioma muito fácil. Ter que esquecer algumas regras e memorizar outras novas no lugar pode levar um tempo. Pensando nisso, separamos 12 dicas sobre o Novo Acordo para você não ficar mais em dúvida:

1ª Nosso alfabeto passa a ter 26 letras com o K, W e Y.

Ex: unidades de medidas: kg e km.

2ª Com o acordo foi abolido oficialmente o uso do trema.

Ex: linguiça
bilíngue
sequência
frequente

3ª Vogais dobradas não possuem mais acento

Ex: enjoo
voo
veem
zoo
magoo

4ª Não se acentua palavras paroxítonas (as que a sílaba mais forte é a penúltima) com ditongos abertos: ei, oi.

Ex: assembleia
ideia
heroico
5ª Não é usado mais o acento diferencial (aquele feito para identificar verbos, substantivos e preposições).  

Ex: pára (verbo parar) para (preposição)
pêlo (substantivo, pêlo de gato) pelo (preposição)

6ª Toda vez que uma palavra seguida por prefixo começar com H, separa-se com hífen.

Ex: pré-história
anti-higiênico
super-herói

 

uso do hífen no novo acordo ortográfico da língua portuguesa
7ª Se as palavras terminarem e começarem com letras iguais, separa-se com hífen. Se as letras forem diferentes, junta-se.

Ex: anti-inflamatório
micro-ondas
neoliberalismo
superinteressante

8ª Quando a palavra começar com R ou S e o prefixo terminar em vogal, a consoante deverá ser dobrada.

Ex: minissaia
contrarregra

9ª Os prefixos “ex, pós, pré, pró, vice, sem, além, aquém e recém” sempre serão acompanhados do hífen.

Ex: ex-aluno
pós-graduação
pré-vestibular
pró-europeu
recém-casado
sem-terra
vice-presidente
além-túmulo
aquém-mar
10ª Depois dos prefixos “co, re e pre” não se usa o hífen.

Ex: coordenador
reescrever
preestabelecer

11ª Todas as palavras formadas com o advérbio “Não” ficam separadas sem o hífen.

Ex: não fumante
não governamental
não agressão
não pagamento

12ª Não se usa o hífen nas palavras compostas com elemento de conexão.

Ex: dia a dia
mão de obra
passo a passo

O que é Globalização? Entenda tudo sobre esse processo e sua influência no mundo

O que é Globalização?   Globalização é o ato ou efeito de globalizar. Historicamente, o processo consiste no aumento das relações entre os países a partir da diminuição das suas distâncias. Essas relações são principalmente econômicas, mas também sociais, culturais ou políticas. Para entender o que é Globalização, é necessário saber como ela surgiu. A origem … Ler maisO que é Globalização? Entenda tudo sobre esse processo e sua influência no mundo

Como fazer um seminário? 12 melhores dicas!

Você tem dificuldade na hora de fazer um seminário? Sempre tem a impressão que poderia ter ido melhor na sua apresentação? Então, relaxe!  Separamos 12 dicas para você aprender como fazer um seminário!

Para quem não está muito acostumado com o nome, seminário é aquela apresentação que fazemos na escola ou faculdade. É uma aula onde um grupo fica responsável por apresentar informações que os outros alunos ainda não conhecem.

Na escola, é muito comum os professores separarem a sala em grupos, delimitar temas diferentes e deixar cada equipe responsável por um assunto. O grupo deve estudar o tema a fundo, montar uma apresentação (que geralmente acontece por meio de slides) e explicar tudo para os outros colegas.

O seminário, além de valer nota, precisa ser o melhor possível por um motivo muito simples: o professor não dará uma aula sobre aquele conteúdo novamente. Então, você tem que ser muito claro e didático para que seus amigos aprendam direitinho a matéria – pois ela cairá na prova.

O que um professor espera de um seminário?

“Esperamos que o grupo se organize de uma forma que todos participem da apresentação. As informações devem ser passadas de forma clara e objetiva. É importante, também, que cada participante se aprofunde em um tópico, mas não se esqueça de fazer um relação entre todos os pontos”, afirma o prof. Paulo.

Segundo ele, os alunos devem procurar o tema central do trabalho para expor para a sala. “Recomendo ter alguém fazendo a introdução e conclusão do trabalho, para amarrar bem as informações”.

Outra dica que o professor dá é separar em parte expositiva – aquele momento em que os membros do grupo passam as informações para a sala – e debate do tema – quando todos os alunos da sala pensam juntos sobre o assunto a partir das informações dadas.

Montamos uma lista com 12 passos para você entender como fazer um seminário perfeito.

Como fazer um seminário: 12 dicas para você mandar muito bem no seu

1. Assim que receber o tema, faça uma pesquisa prévia com seu grupo.

2. Quando vocês já souberem um pouco mais sobre o assunto, é hora de destacar o tema central do trabalho e separar alguns tópicos importantes que devem ser passados durante a apresentação.

3. Organizem-se de forma que todos os membros do grupo consigam participar – tanto da pesquisa e elaboração do trabalho, quanto da apresentação no dia do seminário.

4. Monte um slide bem clean para passar as informações de forma clara para os outros alunos.

5. Procure referências de quem já discutiu o tema para fundamentar o seu trabalho.

6. No slide, coloque algumas palavras pontuais e não a sua fala inteira.

7. Quando ele estiver pronto, reúna o grupo e simulem uma apresentação.

8. Relacione todas as informações passadas pelo grupo.

9. Se possível, leve exemplos para ficar mais visível e aplicável a informação passada.

10. Apresente uma bibliografia no final do material para mostrar de onde vocês tiram as informações.

11. Separe um tempo para responder eventuais dúvidas.

12. No dia da apresentação, não leia os slides – mostre que você domina o assunto.

Agora que você já aprendeu o passo a passo de como fazer um seminário, é hora de apresentar o seu seminário para a turma e arrasar! Depois conta para gente como foi aqui nos comentários

Moro diz que ministro do novo governo que vier a sofrer denúncia ‘consistente’ de corrupção deve ser afastado

Futuro Ministro da Justiça também disse ao Fantástico que considera lei atual muito restritiva para posse de arma em casa, que combate a crime deve evitar confronto armado e que maior de 16 anos já tem ‘compreensão que é errado matar’;

Futuro ministro da Justiça e da Segurança Pública, o juiz federal Sérgio Moro afirmou em entrevista exclusiva ao Fantástico neste domingo (11) que, na avaliação dele, caso algum integrantes do primeiro escalão da gestão Jair Bolsonaro for acusado de se envolver em caso corrupção, deve ser afastado “se a denúncia for consistente”.

Veja os principais pontos do que Moro disse na entrevista e leia a seguir sobre cada um dos tópicos abaixo:

  • Disse que ministros que venham a ser alvos de denúncias ‘consistentes’ de corrupção devem ser afastados
  • Contou que aceitou o convite de Bolsonaro por ter a chance de implementar ‘agenda anticorrupção’
  • Rebateu críticas de que sua entrada no ministério pode comprometer a separação entre os três poderes
  • Disse que há uma ‘fantasia’ de que Lula foi ‘excluído arbitrariamente’ das eleições, e que ele ‘está preso pois cometeu crime’
  • Afirmou acreditar que o país vive ‘sentimento forte’ contra sistema político que não agiu contra corrupção
  • Defendeu que as regras atuais sobre armamento no Brasil ‘são muito restritivas para posse de arma em casa’
  • Disse que o combate ao crime deve se basear em investigações sólidas, isolamento de líderes e confisco de frutos dos crimes
  • Este combate ao crime deve ‘evitar confrontos armados’, defendeu Moro
  • Disse considerar razoável a afirmação de que uma pessoa de 16 a 18 anos já tem compreensão de que é errado matar
  • Afirmou que minorias não vão perder direitos e que governo será rigoroso contra crimes de ódio
  • Disse que não vai disputar a corrida pelo Palácio do Planalto em 2022
  • Falou que uma eventual indicação dele ao STF só pode ser possibilidade ‘quando surgir vaga’

Ministro alvo de denúncia ‘consistente’ deve ser afastado

Responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância do Paraná até o início deste mês, o magistrado defende que, na hipótese de ministro acusado de corrupção, devem ser analisadas as eventuais provas e feito um “juízo de consistência” da denúncia.

Resultado do Processo Seletivo IEDUC 2018.2 IGUATU-CE

No ultimo domingo (19 de agosto) foi realizado na cidade de Iguatu-CE O Primeiro  Processo Seletivo da IEDUC com suas faculdades parceiras.Estamos chegando em Iguatu e nas 10 cidades vizinhas para fazer uma educação diferente e de qualidade. Segue a lista dos alunos aprovados em nosso primeiro processo seletivo 2018.2,vale ressaltar que a lista de … Ler maisResultado do Processo Seletivo IEDUC 2018.2 IGUATU-CE

A importância da graduação para a vida profissional

O mercado de trabalho está cada vez mais concorrido e a lista de pré-requisitos para preenchê-las tem aumentado consideravelmente. Gestores estão em busca de profissionais com qualificação, eis aí a importância da graduação.

Nesse cenário de disputa, é impensável que alguém sem um diploma tenha muitas chances. Um curso superior abre diversas portas. A seguir, destacaremos alguns motivos pelos quais você deve investir em uma faculdade.

Exigência das empresas

Para atuar em áreas específicas, o diploma é obrigatório. Para grande parte das empresas, a conclusão – ou o andamento – de uma graduação é uma exigência para contratações. A tendência é que as imposições para admissões aumentem.

Os contratantes estão em busca de profissionais singulares, capazes de aplicar seu conhecimento para melhorar resultados das empresas. Por isso, se você quer que seu currículo se destaque, o Ensino Superior é fundamental.

Melhores oportunidades

As melhores vagas estão reservadas para os melhores profissionais. Nesse contexto, a educação é imprescindível. Atualmente, é necessário pensar na construção de uma carreira e o início, certamente, está no Ensino Superior. Seu crescimento no mercado de trabalho está ligado à sua capacidade de crescimento profissional e aos seus conhecimentos da área de atuação.

Concurso Professor SEDUC CE 2018: Saiu o edital com 2.500 vagas! Até R$ 3.588,27!

Está em andamento o edital de concurso público da Secretaria Estadual da Educação e Cultura do Estado do Ceará(Concurso SEDUC CE 2018). De acordo com o documento publicado, serão oferecidas nada menos que  2.500 vagas de Professor, nível A (inicial da carreira), do Grupo Ocupacional Magistério – MAG – do Quadro I – Poder Executivo. A Fundação Universidade Estadual do Ceará (FUNECE) tem a responsabilidade do certame.

As oportunidades de Professor do concurso SEDUC/CE 2018 são destinadas as áreas de Arte-Educação (50 vagas), Biologia (250 vagas), Educação Física (100 vagas), Filosofia (120 vagas), Física (250 vagas), Geografia (250 vagas), História (250 vagas), Língua Brasileira de Sinais – Libras (10 vagas), Língua Espanhola (95 vagas), Língua Inglesa (100 vagas), Língua Portuguesa (305 vagas), Matemática (400 vagas), Química (200 vagas) e Sociologia (120).

O salário inicial do professor, nível A (inicial da carreira) é de R$1.794,12 (mil setecentos e noventa e quatro reais e doze centavos) para a carga horária de 20 (vinte) horas semanais e a remuneração para a carga horária de 40 (quarenta) horas semanais será no valor de R$ 3.588,27 (três mil quinhentos e oitenta e oito reais e vinte e sete centavos), acrescido de auxílio alimentação no valor de R$ 15,00 (quinze reais) por dia útil trabalhado.

Requisitos, Atribuições e Jornada de Trabalho do cargo de Professor do Concurso SEDUC CE 2018

Professor – Arte Educação: Curso de Licenciatura Plena em Educação Artística ou Licenciatura Plena em Arte-Educação em qualquer das linguagens (Artes Visuais, Artes Plásticas, Desenho, Design, Teatro, Artes Cênicas, Cinema, Música, Dança) ou Licenciatura Plena em Educação Musical ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Arte) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Arte-Educação no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Biologia: Curso de Licenciatura Plena em Ciências Biológicas ou História Natural ou Licenciatura em Ciências com plenificação em Biologia ou Licenciatura Plena em Biologia ou Licenciatura Plena em Ciências da Natureza ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Biologia) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Biologia no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Educação Física: Curso de Licenciatura Plena em Educação Física, ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Educação Física no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente e Registro no Conselho Profissional.

Professor – Filosofia: Curso de Licenciatura Plena em Filosofia ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Filosofia) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Filosofia no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Física: Curso de Licenciatura Plena em Física ou Licenciatura em Ciências com plenificação em Física ou Licenciatura Plena em Ciências ou Ciências Exatas com Habilitação em Física ou Licenciatura Plena em Ciências da Natureza ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Física) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Física no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Geografia: Curso de Licenciatura Plena em Geografia ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Geografia) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Geografia no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – História: Curso de Licenciatura Plena em História ou Licenciatura Plena em Estudos Sociais ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em História) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados com habilitação para o ensino de História no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Libras: Curso de Licenciatura Plena em Língua Brasileira de Sinais (Libras) ou Licenciatura Plena em Letras: Libras ou em Letras: Libras/ Língua Portuguesa como segunda língua, conforme está disposto no art. 4º do Decreto Federal Nº 5.626, de 22/12/2005.

Professor – Língua Espanhola: Curso de Licenciatura Plena em Letras com Habilitação para o ensino de Língua Espanhola ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Língua Espanhola) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Língua Espanhola no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Língua Inglesa: Curso de Licenciatura Plena em Letras com Habilitação para o ensino de Língua Inglesa ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Língua Inglesa) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Língua Inglesa no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Língua Portuguesa: Curso de Licenciatura Plena em Letras com Habilitação para o ensino de Língua Portuguesa ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Língua Portuguesa) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Língua Portuguesa no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Matemática: Curso de Licenciatura Plena em Matemática ou Licenciatura em Ciências com plenificação em Matemática ou Licenciatura Plena em Ciências ou Ciências Exatas com Habilitação em Matemática ou Licenciatura Plena em Ciências da Natureza ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Matemática) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Matemática no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Química: Curso de Licenciatura Plena em Química ou Licenciatura em Ciências com plenificação em Química ou Licenciatura Plena em Ciências da Natureza ou Licenciatura Plena em Curso de Formação de Professores (Pedagogia, em regime regular ou especial, com habilitação em Química) ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Química no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

Professor – Sociologia: Curso de Licenciatura Plena em Sociologia ou Licenciatura Plena em Ciências Sociais ou Curso de Formação Pedagógica para graduados (Resolução Nº 02/2015-CNE) com habilitação para o ensino da disciplina Sociologia no Ensino Médio, desde que reconhecido de conformidade com a legislação vigente.

A partir do exercício no cargo de Professor/Disciplina, seu ocupante ficará sujeito a estágio probatório de 3 (três) anos durante o qual sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o desempenho das atividades do cargo.

Prepare-se: Apostila Concurso SEDUC CE 2018 – Atualizada

Atribuições

O Professor deverá participar da elaboração da proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; elaborar e cumprir plano de trabalho, segundo a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino; zelar pela aprendizagem dos alunos; estabelecer estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; ministrar os dias letivos e horas aula estabelecidos, além de participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; colaborar com as atividades de articulação da escola com as famílias e a comunidade.

Jornada de Trabalho

A carga horária será de 20 (vinte) ou 40 (quarenta) horas aula semanais de acordo com a carência existente, prioritariamente, nos turnos manhã e/ou tarde. A opção inicial do candidato pela carga horária e localização de seu exercício será feita no momento da convocação para nomeação, observadas as vagas existentes e a ordem de classificação do candidato por cargo/ disciplina.

Inscrição Concurso Professor SEDUC CE 2018

As inscrições terão início no primeiro dia útil após decorrido o prazo de 15 (quinze) dias corridos, contados a partir do primeiro dia útil após a data de circulação do Diário Oficial que publicar este Edital, ficando abertas pelo período de 30 (trinta) dias corridos, iniciando às 8 horas do primeiro dia e encerrando às 17 horas do último dia, conforme cronograma a ser divulgado no site oficial da organizadora.

Etapas e Provas do Concurso Professor SEDUC CE 2018

O Concurso Público regido por este Edital será realizado em três etapas, da seguinte forma:

1ª Etapa: Prova Objetiva (P1) de Conhecimentos Básicos com 30 questões para todos os candidatos abrangendo as quatro matérias: Conhecimentos Básicos da Língua Portuguesa; Administração Pública; Leitura e Interpretação de Dados e Indicadores Educacionais; Educação Brasileira: Temas Educacionais e Pedagógicos. Prova Objetiva (P2) de Conhecimentos Específicos com 50 questões associada a cada disciplina de opção do candidato. Ambas as provas serão múltipla escolha, com quatro alternativas (A, B, C, D), de caráter eliminatório e classificatório.

2ª Etapa: Prova Prática (Aula) referente a disciplina de opção de cada candidato, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de vinte e cinco minutos com gravação audiovisual.

3ª Etapa: Avaliação de Títulos, de caráter apenas classificatório para todos os candidatos que tenham sido aprovados na Prova Prática (Aula), na forma estabelecida neste Edital.

Além das três etapas do Concurso descritas anteriormente, ainda fará parte das atividades do Concurso a realização de Perícia Médica para verificação, ou não, da deficiência informada pelo candidato no ato da inscrição, para os candidatos participantes do Concurso aprovados na Prova Prática (Aula) e concorrendo às vagas reservadas para Pessoas com Deficiência (PcD).

Provas Objetivas

A prova objetiva dos cargos contará com questões de Educação Brasileira – Temas Educacionais e Pedagógicos (08), Administração Pública (06), Língua Portuguesa (08), Leitura e Interpretação de Dados e Indicadores Educacionais (08) e Conhecimentos Específicos (50), totalizando 80 questões, conforme disposto a seguir:

A data das avaliações ainda será definida.

Locais das Avaliações

As provas objetivas da 1ª Etapa, a Prova Prática (Aula) da 2ª Etapa, e a Perícia Médica para candidatos PcD do Concurso, serão realizadas em Fortaleza e nas cidades cearenses sedes das Coordenadorias Regionais de Desenvolvimento da Educação (CREDE’s) da Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC), a seguir indicadas: Acaraú, Baturité, Brejo Santo, Camocim, Canindé, Crateús, Crato, Horizonte, Icó, Iguatu, Itapipoca, Jaguaribe, Juazeiro do Norte, Maracanaú, Quixadá, Russas, Senador Pompeu, Sobral, Tauá e Tianguá.

Havendo indisponibilidade de locais suficientes ou adequados nas localidades de realização das provas, essas poderão ser realizadas em outras localidades, considerando o número dos últimos pedidos de inscrição.

Prova prática

A segunda etapa do concurso será uma Prova Prática (Aula), de caráter eliminatório e classificatório, que consistirá da ministração de aula com duração de 25 minutos, sendo 20 minutos para exposição e 5 minutos para a banca fazer questionamentos, sobre Tema sorteado, com 48 (quarenta e oito) horas de antecedência do horário de início da prova de cada candidato e valerá 25 (vinte e cinco) pontos com perfil mínimo de aprovação de 12,5 (doze vírgula cinco) pontos, ficando eliminado do Concurso o candidato que obtiver nota inferior a este perfil.

Os Temas sorteados serão baseados no programa de Conhecimentos Específicos de cada disciplina. Será realizada a gravação audiovisual da Prova Prática (Aula) de cada candidato. Não serão fornecidas aos candidatos cópias dessas gravações.

Estará habilitado para a Prova Prática (Aula) o candidato que, tendo atingido as pontuações mínimas de aprovação nas Provas Objetivas da 1ª Etapa e tiver obtido nota suficiente nesta Etapa que inclua seu nome em, pelo menos, uma das listas seguintes:

a) Lista de ordenação decrescente das notas (considerando as notas repetidas) alcançadas pelos candidatos na 1ª Etapa até a posição correspondente a 1,5 (um vírgula cinco) vezes o número de vagas oferecidas por disciplina, ressalvados os casos de empate na última posição correspondente a 1,5 vezes o número de vagas, situação em que todos os empatados serão convocados para esta Etapa;

b) Lista de ordenação decrescente das notas (considerando as notas repetidas) alcançadas pelos candidatos (somente aqueles inscritos para as vagas reservadas às pessoas com deficiência) na 1ª Etapa até a posição correspondente a 1,5 (um vírgula cinco) vezes o número de vagas reservadas para pessoas com deficiência por disciplina, ressalvados os casos de empate na última posição correspondente a 1,5 vezes o número de vagas, situação em que todos os empatados serão convocados para 2ª Etapa.

O candidato que não for habilitado para a Prova Prática (Aula) na forma deste subitem será automaticamente eliminado do Concurso. Se no cálculo do limite (1,5 vezes o número de vagas) a parte decimal for igual a 5 décimos este número será arredondado para o primeiro inteiro superior.

O candidato não poderá utilizar recursos de multimídia, gravação e audiovisual durante a apresentação da Prova Prática (Aula). Ficará disponível no ambiente da Prova Prática (Aula), para utilização do candidato, apenas giz e quadro negro. Para a utilização do quadro branco, o candidato deverá levar o pincel e o apagador próprios.

Os Temas a serem sorteados, normas, instruções, procedimentos, bancas examinadoras, critérios de avaliação e outras informações pertinentes à Prova Prática (Aula) constarão de Edital e/ou Comunicado da CEV/UECE específico para este fim que será disponibilizado no site do Concurso antes da convocação para esta Etapa.

Prova de títulos

A 3ª Etapa do Concurso é constituída de Avaliação de Títulos, de caráter apenas classificatório, cujos objetos de avaliação constam na tabela abaixo.

Estarão habilitados para a 3ª Etapa do Concurso, os candidatos que obtiverem o perfil mínimo de aprovação na Prova Prática (Aula) – 2ª Etapa do Concurso.

A convocação para a entrega dos títulos será feita por Comunicado da CEV/UECE a ser divulgado no site do Concurso (www.uece.br/cev). A Avaliação de Títulos, com caráter apenas classificatório, constará da análise dos títulos cujas denominações e pontuações encontram-se na tabela abaixo.

Conteúdo Programático Básico para todos os cargos

Conhecimentos Básicos – Educação Brasileira: Temas Educacionais e Pedagógicos. 1 História do pensamento pedagógico brasileiro. 1.1 Teoria da educação, diferentes correntes do pensamento pedagógico brasileiro. 1.2 Projeto político pedagógico. 2 A didática e o processo de ensino e aprendizagem. 2.1 Organização do processo didático: planejamento, estratégias e metodologias, avaliação. 2.2 A sala de aula como espaço de aprendizagem e interação. 2.3 A didática como fundamento epistemológico do fazer docente. 3 Principais teorias da aprendizagem. 3.1 Inatismo, comportamentalismo, behaviorismo, interacionismo, cognitivismo. 3.2 As bases empíricas, metodológicas e epistemológicas das diversas teorias de aprendizagem. 3.3 Contribuições de Piaget, Vygotsky e Wallon para a psicologia e pedagogia. 3.4 Teoria das inteligências múltiplas de Gardner. 3.5 Psicologia do desenvolvimento: aspectos históricos e biopsicossociais. 3.6 Temas contemporâneos: bullying, o papel da escola, a escolha da profissão, transtornos alimentares na adolescência, família, escolhas sexuais. 4 Teorias do currículo. 4.1 Acesso, permanência e sucesso do aluno na escola. 4.2 Gestão da aprendizagem. 4.3 Planejamento e gestão educacional. 4.4 Avaliação institucional, de desempenho e de aprendizagem. 4.5 O Professor: formação e profissão. 4.6 A pesquisa na prática docente. 4.7 A dimensão ética da profissão. 5 Aspectos legais e políticos da organização da educação brasileira. 6 Políticas educacionais para a educação básica. 6.1 Ensino Médio. 6.1.1 Diretrizes, Parâmetros Curriculares, currículo e avaliação. 6.1.2 Interdisciplinaridade e contextualização no Ensino Médio. 6.1.3 Ensino Médio Integrado: fundamentação legal e curricular. 6.2 Educação Inclusiva. 6.3 Educação, trabalho, formação profissional e as transformações do Ensino Médio. 6.4 Protagonismo Juvenil e Cidadania.

Conhecimentos Básicos – Administração Pública: 1 Conceito de administração pública. 2 Conceito de servidor público. 3 Princípios da administração pública. 4 Direitos e deveres dos servidores públicos. 5 Responsabilidade dos servidores públicos. 6. Servidor Estadual. 6.1 Estatuto dos Funcionários Públicos Civis do Estado do Ceará (Lei nº 9.826/1974 – 6.1.1 Do provimento dos cargos – Capítulos I a X. 6.1.2 Dos direitos, vantagens e autorizações – Capítulos I a VI. 6.5.3 Do regime disciplinar – título VI – Capítulos I a VII) 6.2 Lei nº 15.243/2012 (Disciplina o Art. 3º da lei nº 15.064/2011). 6.3. Estágio Probatório Servidor Estadual (Lei nº 9.826/1974, LEI Nº13.092. de 08 de janeiro de 2001, LEI Nº15.744, 29 de dezembro de 2014 e Lei nº 15.909, de 11 de dezembro de 2015) 6.4.Carreira do Magistério-Concurso, provimento, carga horaria e jornada de trabalho(Lei nº10.884/1984, Lei 12.066/1993, Lei nº 14.404/2009) 6.5. Ampliação da carga horária de trabalho do Grupo MAG (LEI Nº15.451, de 23 de outubro de 2013 e o Decreto nº31.458, de 01 de abril de 2014.)6.6. Promoção profissionais Grupo MAG (Lei nº 15.901 de 10 de dezembro de 2015, DECRETO Nº32.103, de 12 de dezembro de 2016.6.7. Sistema Remuneratório dos profissionais MAG de nível superior (leis nº 15.243, de 6 de dezembro de 2012, nº15.901, de 10 de dezembro de 2015, LEI Nº16.104, 12 de setembro de 2016, nº16.513, 15 de março de 2018 e nº16.536, 06 de abril de 2018).LEGISLAÇÃO BÁSICA DA EDUCAÇÃO: 1 Lei no 9.394/1996 e alterações (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, títulos I, II, III,IV, V e VI). 2 Lei no 8.069/1990 e alterações (Estatuto da Criança e do Adolescente). 3 Constituição da República Federativa do Brasil (Art. 205 a 214). 4 Emenda Constitucional no 53/2006. 5 Lei no 11.494/2007 e alterações. 6 Lei no 11.114/2005. 7 Lei no 11.274/2006. 8 Lei nº 13.415, de 2017. 9 Lei Federal Nº 13.005/2014 (Plano Nacional de Educação). 10 Lei Estadual Nº 16.025/2016 (Plano Estadual de Educação).

Conhecimentos Básicos – Língua Portuguesa: 1 Compreensão e interpretação de textos. 2 Tipologia textual. 3 Ortografia oficial. 4 Acentuação gráfica. 5 Emprego das classes de palavras. 6 Emprego do sinal indicativo de crase. 7 Sintaxe da oração e do período. 8 Pontuação. 9 Concordância nominal e verbal. 10 Regência nominal e verbal. 11 Significação das palavras.

Conhecimentos Básicos – Leitura e Interpretação de Dados e Indicadores Educacionais: Leitura e interpretação de dados e indicadores educacionais envolvendo dados e informações referentes à matrícula, à taxa de atendimento escolar, às taxas de escolarização líquida e bruta, à taxa de distorção idade-série, às taxas de rendimento (aprovação, reprovação e abandono), aos resultados do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará – SPAECE, do Sistema de Avaliação da Educação Básica – SAEB, Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB, Programa Internacional de Avaliação de Alunos – PISA; leitura e interpretação de dados apresentados em tabelas, gráficos e mapas; resolução de problemas que envolvam o cálculo de porcentagem com dados fornecidos em diferentes formatos.

Prepare-se: Apostila Concurso SEDUC CE 2018 – Atualizada

Validade do concurso

O prazo de validade deste Concurso será de 2 (dois) anos contados da data de publicação do Ato de Homologação do seu Resultado Final no Diário Oficial do Estado do Ceará, podendo ser prorrogado uma única vez, por igual período, desde que não vencido o primeiro prazo, a critério e por ato expresso da autoridade competente, consideradas a necessidade e a conveniência da Administração Pública Estadual.

Sobre a SEDUC

A Secretaria da Educação do Estado do Ceará (Seduc) foi criada no século XX e em 97 anos de existência vem desenvolvendo um modelo de gestão participativa, procurando melhorar a eficiência no uso dos recursos públicos (financeiros, materiais e humanos), através da implantação de novos sistemas e da participação da comunidade.

Inicialmente como Inspetoria Geral da Instrução Pública, através do Decreto 1.375, de 15 de setembro de 1916, tinha como objetivo a inspeção do ensino primário do Estado da execução das deliberações do Governo para esse mesmo ensino. Em dezembro de 1945, o Decreto Lei nº 1.440 cria a Secretaria de Educação e Saúde do Estado do Ceará e seus serviços. A partir de um decreto assinado em 1961, o governo retira da pasta as atividades da área de saúde e inclui a cultura, passando a chamar-se Secretaria de Educação e Cultura. Somente em 1996 a Secretaria teve seu nome mudado para Secretaria de Educação Básica na Lei nº 12.613, de 07/08/1996.

Hoje tem como missão garantir educação básica com equidade e foco no sucesso do aluno.

Informações do concurso
  • Concurso: Secretaria da Educação do Estado do Ceará (SEDUC-CE) 2018
  • Banca organizadora: FUNECE
  • Escolaridade: superior
  • Número de vagas: 2.500
  • Remuneração: Até R$ 3.588,27
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PUBLICADO

https://noticiasconcursos.com.br/concurso-professor-seduc-ce-2018-edital-inscricao/